Chevrolet C-10: Valente sim, requintada ainda mais

216
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Clássica picape com linhas inconfundíveis, C-10 mantém bloco V8 e fama de robusta

Texto: Bruno Bocchini
Fotos: Ricardo Kruppa

 

Chevrolet C-10

O estilo típico das americanas, com linhas retas, para-brisa inclinado e conjunto óptico dianteiro, denuncia o modelo Chevrolet C-10. Reconhecida por ser espaçosa, robusta e potente, a picape sempre contou a seu favor com a funcionalidade – tanto para o serviço pesado quanto para passeios de finais de semana. Pedro José de Sousa Neto, 35 anos, empresário de São Paulo, prefere desfrutar do modelo apenas nos encontros de automóveis antigos e voltas esporádicas – mantendo, assim, a restauração de sua C-10 intacta.

Pedro é proprietário da empresa paulistana PJS Restaurações Especiais e conta que a picape chegou às suas mãos como parte de pagamento de um serviço. “A C-10 chegou em 2015 como parte de pagamento de uma restauração. Decidi mudar alguns detalhes estéticos que estavam mal resolvidos e logo em seguida aproveitei para trocar a relação do diferencial por uma mais longa”, conta.

A C-10 era a preferida dos agricultores e fazendeiros. Um dos motes das campanhas publicitárias do utilitário da GM dizia que o trabalho não precisava ser sacrifício para ninguém. Ela surgiu em 1974, quando substituiu as Chevrolet C-14 e C-15, lançadas dez anos antes, que se diferenciavam entre si somente pelas opções de chassi curto e longo, respectivamente. A C-10 chegou a ser oferecida nas opções com ou sem caçamba, cabine dupla (duas portas e capacidade para seis ocupantes), além das séries bélicas destinadas ao Exército e à Marinha, sem teto rígido e com para-brisa basculante.

Chevrolet C-10
Chevrolet C-10

Música do motor

O modelo clássico de Pedro é um caso à parte. Conta com o pequeno, mas valente, bloco V8 de 283 polegadas cúbicas (4,6 litros) com carburação quadrijet Holley de 650 CFM e comando de válvulas forjado para uso diário. O sistema é acoplado a uma caixa de transmissão Clark 260F de quatro velocidades e alavanca no assoalho. “A caminhonete já chegou para mim pintada e a minha empresa só fez a parte mecânica, ajuste de suspensão, freios e tapeçaria”, explica Pedro.

A estética da C-10 é contemplada pelas rodas alargadas com 10” na traseira e 8” na dianteira, além de tapeçaria em couro e volante três raios da marca Envemo. Mas é diante do som que escapa pelos abafadores Flowmaster que está, talvez, a maior beleza da picape. “Quando as pessoas veem a C-10 na rua gostam pela beleza, mas basta escutarem o ronco do V8 e o sorriso é instantâneo”, garante Pedro.

Em se tratando de conforto, a suspensão independente na frente e o eixo rígido atrás eram uma característica do modelo que muitos proprietários elogiam até hoje. “Naturalmente essa configuração agrada, mas acredito que o acerto de suspensão para deixá-la com um visual legal e estável foi nossa maior dificuldade, até mesmo para não perder conforto e poder rodar mais baixa”, opina.

VEJA TAMBÉM: C-10 1972: Merecido reconhecimento.

Ficha técnica

Chevrolet C10

Mecânica

Bloco V8 de 283” cúbicas (4,6 litros), carburação quadrijet Holley de 650 CFM, comando de válvulas forjado e transmissão Clark 260F de quatro velocidades

Interior

Original, mas com volante de três raios da marca Envemo e tapeçaria em couro

Exterior

Rodas alargadas com 10” na traseira e 8” na dianteira calçadas em pneus 275/60X15 na traseira e 255/60X15 na dianteira

Quem fez?

PJS Restaurações Especiais – www.carroantigopjs.com.br

VEJA TAMBÉM: Picape Chevy 1954: Rato da roça.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA