Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Conheça uma atração pouco explorada na cidade, o Museu do Néon, que reúne placas e letreiros icônicos de Vegas

Texto: Victor Rodder
Fotos: Divulgação

Na edição anterior contei como foi a 19ª edição do Viva Las Vegas Rockabilly Weekend – maior festival de música e cultura dos anos 50. E se, mesmo assim, você ainda não estiver convencido de que Vegas é um destino ao qual você “precisa” ir, este mês trago mais algumas razões para que esta seja a sua próxima viagem.

Vegas tem  milhares  de  atrações,  shows,  espetáculos,  museus etc. Mas  alguns  lugares acabam ficando um pouco fora do roteiro, ou, de tão falados, acabamos achando que é “turista demais” e também são deixados de lado. Por  isso,  vou  sugerir três programas incríveis em Las Vegas. O primeiro é o Museu de Neon de Las Vegas. Também conhecido como o “Neon  Boneyard”, o  museu  foi  fundado em 1996 e é uma organização sem fins lucrativos dedicada a coletar, preservar, estudar e expor as placas e letreiros icônicos de Las Vegas. São praticamente dois acres repletos de peças dispostas ao ar livre, além de um centro de visitantes alojados no interior da recepção do antigo “La Concha Motel”– que por si só já é um lugar incrível. Esse prédio é sede do museu desde outubro de 2012, e sua distintiva forma de concha é um projeto do arquiteto Paul Revere Williams. Suas curvilíneas paredes são notáveis exemplos da arquitetura Googie, um estilo do Mid-Century design, que tem como principais características a referência à era atômica e espacial. Originalmente construído em 1961 na Las Vegas Boulevard South (ao lado do Riviera  Hotel), o  lobby do La Concha foi literalmente salvo da demolição em 2005 e mudou-se em 2006 para sua atual localização. Muitas das referências e dos elementos de design do interior do prédio original foram incluídas na instalação, como dois dos letreiros originais do motel – o letreiro de entrada em mosaico e uma parte do letreiro principal, que ficava à beira da estrada. Atrás desse prédio, ficam as instalações administrativas, de ensino, pesquisa e eventos. O museu não compra suas peças, apenas recebe doações de empresas locais, doadores privados e várias outras organizações, que reconhecem o seu valor histórico e artístico dessas placas. Além disso, o  Museu  mantém uma crescente lista de locais que prometeram doações, já  que muitos prédios e propriedades em Las Vegas são constantemente demolidos para se adequar às novas exigências legais e comerciais da cidade. Além disso, o Museu Neon apoia e colabora com empresas locais quando estas pretendem tomar medidas para preservar, ao invés de substituir, as placas de néon vintage. E falando de neons vintage, é preciso dizer que o passeio feito dentro do pátio principal é uma verdadeira aula de história sobre Las Vegas. Em uma vista guiada de aproximadamente 50  minutos, o pessoal do museu não só  lhe  mostra essas  verdadeiras obras de arte, que, diga-se, estão eletrificadas, ou seja, funcionam em sua maioria, como também explicam suas origens, contam um pouco da história e fatos curiosos sobre a fundação de Las Vegas, bem como fazem um relato único da sua  transformação  no centro de entretenimento que é hoje.

Ainda, o Museu de Néon conta com uma segunda galeria, o “Neon Boneyard North”, que abriga 60 sinais luminosos adicionais. Esse espaço não faz parte da tour principal, mas pode ser visitado, e pode ainda ser reservado para casamentos, eventos especiais, sessões de fotos e programas educacionais. Outro feito notável do museu, e que pode ser visto fora de suas instalações, é o projeto “Las Vegas Signs”, uma parceria entre o Museu Néon e a cidade de Las Vegas, que tem como objetivo instalar sinais restaurados do acervo do museu ao longo de uma área preservada que foi criada no coração da cidade, em downtown, a baixa Las Vegas.

Tudo começou em 1996, quando o “Caballero”, um luminoso do Hacienda Hotel (também conhecido como o cavalo e cavaleiro) foi restaurado e instalado como arte pública em parte da galeria de luminosos da Fremont Street uma das muitas atrações famosas de Vegas), na esquina da Fremont St. com Las Vegas Blvd. Essa iniciativa levou à aprovação de uma lei federal que, em 2009, transformou o trecho da Las Vegas Boulevard, entre Sahara Avenue e Washington Avenue, em uma das três únicas vias urbanas dos EUA a ser nomeada “Federal  Scenic  Byway”. Hoje, além do cavaleiro, essa peça está exposta com oito outros luminosos  de  néon restaurados e que se encontram espalhados pela área central de Vegas: Silver  Slipper, Bow & Arrow Motel e Binion’s  Horseshoe; Society Cleaners, Lucky Cuss Hotel, Normandie Hotel, Atomic Liquors e Landmark Hotel. O Neon Museum está localizado na 770  Las Vegas Blvd. Norte, em Las Vegas e, para mais informações, visite www.NeonMuseum.org. Continua na próxima edição.

*Matéria publicada na edição #136 da revista Hot Rods.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA