Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

“Falando” alto com o 302 V8 5.0 litros, este raro cupê rebaixado tem fama de mau e mesmo assim sabe agradar até os mais puristas

Texto: Bruno Bocchini
Fotos: Ricardo Kruppa

Ford Custom Club Coupe 1951

 

Para quem é “rato de biblioteca” ou internauta maníaco fica fácil saber: a Ford apresentou em 1949 um carro com para-lamas integrado e detalhes de aerodinâmica que surpreendiam até os mais críticos. Popularmente chamado de “Ford Shoebox”, ou caixa de sapato, esse projeto, que continuou até 1951, contava com design slab-sided (alto-magro). Paulo Cezar Patriani, advogado de Curitiba (PR), aproveitou a história para transpor ao presente: nomeou seu modelo Ford Custom Club Coupe 1951 de ‘BlueBox’. De tão imponente, esse clássico também poderia, facilmente, ter uma menção a Elvis Presley: Blue Suede Shoes. Entre uma escrita e outra, um apelido ou outro, o fato é que o modelo se tornou um verdadeiro street hot – capaz de fazer marmanjo revirar o pescoço para olhá-lo.

Patriani conta que, em 2007, visitou a cidade do Rio de Janeiro ao lado do amigo Carlos Zanicotti, o Quinho, respeitável comerciante de automóveis de Curitiba. A ideia era avaliar o estado de conservação deste raro modelo Custom Club Coupe de 1951. “Considerando que motorização e câmbio não eram originais, ficamos em dúvida quanto ao negócio, pedimos uma semana de prazo para o proprietário e voltamos sem o carro a Curitiba. Após ponderar que todo o restante das peças, estrutura e acessórios, eram originais, e eu já possuía guardado um 302 V8 com uma transmissão C4 revisada, fechei negócio e mandei buscar o Fordão”, conta.

“O projeto inicial era manter o carro com sua aparência original, visto que já tenho um hot rod, o “Old Dog” Ford Tudor 1931, campeão em Águas de Lindoia (SP) em 2012, feito pela Hot & Rusty, do grande amigo Sérgio Liebel – e que foi capa desta revista na edição 60″, comenta Patriani.

Após contrariedades e muito estresse com profissionais do mercado, o entusiasta resolveu redirecionar a proposta (uma vez que já havia perdido tempo e dinheiro). Foi então que ele aguardou agenda da oficina Hot & Rusty de Curitiba. “Junto ao Liebel o clássico ganhou contorno. O chassi e a suspensão são originais e para rebaixarmos o carro 10 cm o assoalho foi levantado. Foram ações sutis, pontuais, mas que fizeram grande diferença e contribuíram para aquilo que, em princípio, seria uma modesta restauração para o original, e acabou se tornando o projeto do street hot mais bonito do Brasil”, comemora.

Ford Custom Club Coupe 1951
Ford Custom Club Coupe 1951

Diversão azul

Por ter a soma de ciano e magenta, a cor azul está sempre associada a frieza, depressão e monotonia. Mas há quem também reflita e defenda características da coloração para paz, ordem e harmonia. Responsável por afastar a mesmice e exibir empolgação, o bloco Ford 302 V8 5.0 litros instalado sob o cofre do 51′ gera 250 cv e está aliado à carburação quadrijet 650cfm Edelbrock. Até aí, nada de frieza, certo?

No interior, mais prova de que o azul sugere harmonia: pedaleiras em alumínio, bancos elétricos BMW (de couro na cor gelo) e porta-malas acarpetado. Basta prestar atenção aos detalhes para perceber mais tons de azul que entrelaçam as pequenezas da cabine.

Garantindo a estética afinada com a proposta de um fiel street hot, a pintura escolhida foi a Fiji Blue, poliester Mitsubishi. Para embelezar ainda mais o cupê, rodas 15×7” com pneus Coker Classic 205/75R15. Nada mal para um carro que foi produzido no Canadá e restaurado no Brasil, não acha?

FICHA TÉCNICA

Ford 1951 Custom Club Coupe

Mecânica

Bloco Ford 302 V8 5.0 litros, 250 cv, distribuidor MSD e ignição 6 AL, carburador quadrijet 650 cfm Edelbrock, tampa de válvulas Edelbrock, transmissão automática C4 com alavanca na coluna de direção, radiador em alumínio Artbilits com ventilação sob ventoinha, diferencial Ford Maverick 8, direção hidráulica GM Astra e freios a disco nas quatro rodas;

Interior

Painel e volante originais, coluna Artbilits e pedaleiras em alumínio, bancos elétricos BMW (em couro na cor gelo) e complementos em azul, porta-malas acarpetado nas mesmas cores do interior;

Exterior/estética

Pintura Fiji Blue poliester Mitsubishi, sistema ACI TRI-COAT e rodas 15×7” com pneus Coker Classic 205/75R15;

Quem Fez?

Hot & Rusty – Coordenação Sérgio Liebel – Curitiba (PR) (41) 3254-7178; Lataria: Sidney Lindbeck; Pintura: João Duarte; Mecânica e adaptações: Emerson Luiz Andrade; Elétrica: Maurício; Vidros: Jesuel; Escapamentos: Escapepar; Interior: Paulo Interior Especial e Pinstrip: Guga.

VEJA TAMBÉM: Ford 1929 Phaeton: Fazendo seu próprio carro.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA