Ford F1 1951: Pérola negra

130
Ford F1 1951
Ford F1 1951
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

­Ford F1 1951 mantém look original, mas atualiza todo o conjunto mecânico utilizando como base um motor V8 302

Texto: Vitor Giglio
Fotos: Ricardo Kruppa

Ford F1 1951

Demorou, mas aconteceu. O Javali agora anda de picape 50’s. Não, você não leu errado. O Javali passou a vida toda esperando pela hora de ter o seu primeiro hot rod e a Ford F1 1951 que ilustra esta reportagem transformou o que era sonho em realidade. Javali, na verdade, é o apelido do mecânico paulistano Thiago Santana, de 35 anos. O motivo? “Eu sempre fui gordinho, desde pequeno”, afirma.

Bullyng à parte – e hoje extremamente à vontade com seu apelido – Javali conta que desde pequeno se interessa por veículos antigos, e que esse desejo aumentou quando essa picape Ford F1 começou a passar com frequência na frente da oficina onde trabalha. “Numa dessas vezes eu fui falar com o dono e perguntei se estava à venda, ele disse que não, então ficou nisso”, afirma.

Acontece que, cerca de cinco anos depois, o proprietário mudou de ideia, e então foi ele quem procurou Javali para fechar negócio. “Quando ele me disse que queria vender, fechamos negócio na hora”, recorda o atual dono da veterana.

Especializado no conserto de motos, Javali preferiu buscar ajuda profissional para refazer toda a mecânica de seu carro dos sonhos. O destino foi a garagem da oficina paulista Garage Old School.

Ford F1 1951
Ford F1 1951

V8

A mecânica que habitava o cofre do utilitário estava totalmente defasada e a customização se resumiu em dar nova vida à picape. Para começar, foi adotado um propulsor Ford small block V8 302, o mesmo utilizado nos modelos Landau, Mustang e Maverick.

O conjunto foi inteiramente refeito e agora conta com coletor Edelbrock, carburador Quadrijet Holley 600 e sistema de injeção HEI. Os filtros de combustível e de ar, bem como a tampa de válvula, são todos assinados pela Edelbrock.

Na parte estrutural é utilizado um diferencial do Landau 80. O câmbio hidramático foi extraído do mesmo modelo e trata-se de um modelo C4. A nova coluna de direção é da Billet Specialties.

Para frear os mais de 230 HP – resultado da nova configuração – foram adotados freios com hidrovácuo de 7” e cilindro-mestre, ambos da linha GM norte-americana. A suspensão foi retrabalhada e é da Bergetec.

Ford F1 1951
Ford F1 1951

Além do conjunto mecânico, vale destacar que há um sistema de ar condicionado na picape e que as rodas originais deram lugar a modelos de 22”.

Javali, que usa a picape apenas aos finais de semana para frequentar encontros de carros antigos, conta que não é o único que morre de amores pela F1. “Minha mãe, a Dona Luci, pira no carro. Ela andava em carros parecidos quando era mais nova e agora fica muito contente em saber que o seu filho é dono de uma (picape) dessas”, conta com orgulho o jovem.

Toda a carroceria, tanto a frente quanto a caçamba, permanecem originais. De maneira proposital, Javali manteve o estado de conservação natural da parte externa, para que o modelo ficasse com um ar de rat rod. Rat nostálgico, eu diria.

Quem fez:

Garage Oldschool. Tel. (11) 99816-2890

Bergetec. Tel. (11) 99919-1542

Ficha técnica

Ford F1 1951

Mecânica

Motor Ford 302 V8

Coletor Edelbrock

Carburador Quadrijet Holley 600

Ignição HEI

Filtro de ar Edelbrock

Filtro de combustível Edelbrock

Tampa de válvula Edelbrock

Diferencial do Landau 80

Câmbio C4 hidramático

Coluna de direção Billet Specialties

Freio com hidrovácuo de 7” da GM

Suspensão Bergetec

VEJA TAMBÉM: Rat rod norte-americano: grandalhão e estúpido.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA