Ford Tudor 1932: Família em primeiro lugar

235
Ford Tudor 1932
Ford Tudor 1932
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

­Rodder recria Ford Tudor 1932 com um só objetivo em mente: levar a mulher e o filho pequeno para passear

Texto: Vitor Giglio
Fotos: Ricardo Kruppa

Ford Tudor 1932

A história de Juliano Patureau, 35 anos, é ligada a automóveis desde sua infância. “Fissurado” por carros desde pequeno – como ele mesmo define – Juliano transformou a paixão em ofício na vida adulta, quando abriu em São José dos Campos, interior de São Paulo, cidade onde nasceu e até hoje reside, uma loja de som e acessórios.

Os hot rods, entretanto, levaram um pouco mais de tempo para começar a sair do papel. “Hot rods exigem uma condição financeira um pouco melhor. Eu sempre gostei, mas só comecei quando me encontrei em condições para fazer isso. Mesmo assim, até hoje, eu não aceito encomendas. Eu pego um carro, restauro e personalizo ao meu gosto e depois de pronto surgem os interessados. Mas eu sempre fiz e vou continuar fazendo ao meu gosto”, bate o pé.

Juliano – mais conhecido por seus clientes e amigos como “Big” – explica que a ideia do Tudor surgiu quando ele se deu conta de que todos os outros seis carros que havia construído até então, eram modelos para apenas dois ocupantes. “Eu cheguei à conclusão de que precisava de um carro maior, para poder passear com a minha mulher, Carla e o meu filho pequeno Felipe, de cinco anos. Foi então que a opção pelo Tudor se tornou interessante”, lembra.

Ford Tudor 1932
Ford Tudor 1932

Primeiros passos

A customização teve início a partir da carroceria de fibra de vidro de um Ford Tudor 1932, desenvolvida por Aurélio Backo, rodder curitibano e colaborador da Revista Hot Rods. “Quando a carroceria chegou, eu fiz a montagem, os ajustes, acabamentos e, por fim, a pintura”.

A pintura à qual ele se refere tem dois tons, estilo saia e blusa, com a parte superior em branco “lótus” e a parte inferior em vermelho “lúcifer”. A pintura recebeu também uma mão de verniz automotivo importado Sikkens. “A ideia da pintura bicolor era dar ao modelo uma aparência mais vintage, mais oldschool”, conta.

Para seguir com os traços e características originais do Tudor 32, Juliano Big importou dos Estados Unidos todos os componentes da parte externa, tais como faróis, maçanetas, retrovisores e lanternas.  “A grade frontal foi feita sob medida”, afirma. Outro detalhe do projeto, e talvez a única diferença entre o Tudor de Juliano e um original, é que o teto é 11 centímetros mais baixos que a medida padrão.

O veículo é calçado por rodas de ferro de 15” com calotas americanas. Os pneus são fabricados pela Goodyear e medem 205×65, tanto na frente quanto atrás. “Outra pequena diferença que foge um pouquinho da originalidade é que eu optei por não utilizar as tampas laterais do motor”, lembra o profissional.

Ford Tudor 1932
Ford Tudor 1932

Clean

São poucas, mas notáveis, as modificações no interior do Tudor. Quem encabeça a lista é um volante de madeira norte-americano Grant. Curvin ecológico nas portas e bancos, e carpete no assoalho, ambos na coloração vermelha, adornam a cabine do veículo. A coluna de direção é do Opala e o painel recebeu quatro instrumentos Cronomac que gerenciam velocidade, temperatura, combustível e rotações por minuto.

As pedaleiras são da Billet, de alumínio, e existem ainda outros acessórios, como retrovisor interno importado, alavanca de câmbio de Dodge, limpador de para-brisa manual e kit de vidros elétricos.

V8

Um motor V8 318 é quem dá vida ao Tudor. Ele foi inteiramente refeito. As novas configurações trazem comando 288, carburador Quadrijet Edelbrock 650 e injeção eletrônica. O câmbio é manual de quatro marchas.

Ford Tudor 1932
Ford Tudor 1932

O coletor de escape, em aço inox, foi dimensionado. A bomba de óleo é high-volume e o coletor de admissão é também assinado pela Edelbrock. O diferencial é do Omega, seis cilindros.

A estabilidade é função de um kit de suspensão independente nas quatro rodas e para frear todo esse ímpeto foram adotados freios a disco nas quatro rodas. “É importante salientar que o chassi foi feito sob medida para a carroceria”, lembra Juliano.

“O comando é relativamente alto, mas chegou ao limite do que era possível sem perder o conforto. O resultado é um conjunto forte, mas muito equilibrado e gostoso para rodar com a família”, explica o proprietário.

Com este projeto impecável, priorizando o conforto de sua família, Juliano Big já desponta como candidato fortíssimo ao prêmio de rodder, marido e pai do ano em 2017.

VEJA TAMBÉM: Ford 1934: Terapia de casal.

Quem fez:

Art Films. Tel. (12) 98131-4100

bigsjc@hotmail.com

Ficha técnica

Ford Tudor 1932

Parte externa

Acessórios originais importados

Pintura bicolor

Rodas de ferro de 15”

Pneus Goodyear

Grade personalizada

Parte interna

Forração em curvin ecológico

Volante Grant

Coluna de direção do Opala

Instrumentos Cronomac

Pedaleiras Billet

Alavanca de câmbio do Dodge

Mecânica

Motor V8 318

Comando 288

Quadrijet Edelbrock 650

Ignição eletrônica

Coletor de escape dimensionado em aço inox

Bomba de óleo high-volume

Coletor de admissão Edelbrock

Câmbio manual de quatro marchas

Diferencial do Omega

Freio a disco

Direção hidráulica

Suspensão independente

Chassi sob medida

VEJA TAMBÉM: O começo do Lowrider.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA