Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Lá em sua terra natal, Ford Tudor 1928 modelo A é personalizado respeitando traços originais e recebe upgrades mecânicos e estruturais. Brasileiro participa de projeto

Texto: Vitor Giglio
Fotos: Ricardo Kruppa

Ford Tudor A 1928

A oferta de Fordinhos dos anos 20 lá nos Estados Unidos é para deixar qualquer rodder de boca aberta. O modelo A two-door (Tudor), produzido em Detroit, entre 1927 e 1931, é um dos que podem ser encontrados sem tanta dificuldade por lá. É por esse motivo que algumas das mais impressionantes customizações de modelos da década de 20 vêm da terra do Tio Sam.

A bola da vez é um exemplar do Tudor modelo A de 1928, propriedade do casal Chris e Nancy Ross, moradores da cidade de Flagstaff, localizada no Arizona, sudoeste do país.

Para a restauração e personalização do modelo o casal contou com o serviço de duas oficinas, ambas do mesmo estado do Arizona: a All Ways Hot Rods, responsável pelas modificações mecânicas e pelo interior, e a Lucky Luciano Custom Paint, de propriedade do brasileiro Luciano Lacerda, velho conhecido dos leitores de Hot Rods, profissional especializado em pinturas especiais.

Cintilante

A pintura é um show à parte no projeto do Tudor. Preocupado em destacar e realçar as linhas originais do modelo, Luciano Lacerda apostou na utilização de uma coloração chamada “candy brandy wine”. Ela possui uma tonalidade bem viva, brilhante, que ganha ainda mais destaque sob o escaldante sol típico do Estado do Arizona.

Na parte externa, a grande maioria dos componentes é original, exceção feita ao capô, aumentado em alguns centímetros para melhor abrigar a nova motorização.

A estrutura do veículo foi montada sobre um chassi rod factory do Model A, rebaixado em 2”. A suspensão é composta por eixo dianteiro Super Bell e o traseiro com four link. Os freios são a disco, da Wilwood.

GM 350

Para impulsionar o Ford A é utilizado um propulsor GM 350 e o novo conjunto mecânico é capaz de gerar 290 HP com a configuração atual. A transmissão é da Chevy Turbo 400 e foi adotado um distribuidor eletrônico MSD. Scoop em alumínio e escapamento 3×2 com carburadores 2-Jet são outras modificações.

Rodas Dayton 15” e pneus Dunlop 195/50/15 na frente e 235/70/15 atrás calçam o Fordinho.

Bicolor

O interior recebeu novas forrações, sendo agora parcialmente revestido em couro, nas cores preto e bordô. Os assentos foram feitos sob medida para o projeto. O painel segue o padrão do modelo Ford 1932 e neles existem marcadores da Classic Instruments.

Sistema de ar condicionado da Vintage Air, novo volante e acionamento automático dos vidros são outros mimos encontrados por lá.

O veículo histórico pode ser americano, bem como seus proprietários e também a oficina que trabalhou na nova mecânica, mas o visual, que é o que mais chama a atenção de quem o vê pela primeira vez, tem não apenas uma, mas duas mãos – de tinta – de um rodder bem brasileiro.

Ficha técnica

Ford Tudor A 1928

Parte externa

Pintura Candy Brandy Wine

Capô expandido

Rodas Dayton 15”

Pneus Dunlop

Parte interna

Revestimento em couro bicolor

Relógios Classic Instruments

Painel estilo Ford 32

Ar condicionado Vintage Air

Mecânica

Motor GM 350

Transmissão Chevy Turbo 400

Distribuidor eletrônico MSD

Scoop em alumínio

Carburadores 2-Jet

VEJA TAMBÉM: Ford Tudor: Dedicação com “D” maiúsculo!

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA