Rock’n’Hots: 5 álbuns que completam 50 anos em 2017

383
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Revista Hot Rods transmite seus cumprimentos e lista 5 álbuns que completam 50 anos em 2017

Por: Luca Peghim

5 álbuns que completam 50 anos em 2017

Em meio aos grandes acontecimentos que se deram na década de 1960, como a chegada do homem ao espaço e posteriormente à Lua, o surgimento de movimentos culturais como a Tropicália, o Feminismo e o Hippie, e as tumultuadas mortes de John F. Kennedy, Che Guevara e Martin Luther King Jr, um ano em especial se destaca, pelo menos no cenário musical.

Muitas bandas e artistas lançaram em 1967 obras que marcariam para sempre a história. Com o surgimento de novas tecnologias, a popularização de algumas drogas e uma atmosfera de mudança, eclode a psicodelia musical e todos os seus aspectos que são difíceis de exprimir em palavras. Em 2017 essas obras completam 50 anos de existência e nós, como bons apreciadores da cultura do passado, não poderíamos deixar a data passar em branco. Por isso a revista Hot Rods lista 5 álbuns de 1967 que merecem destaque. São obras que inspiram à mudança e indicam que 2017 pode ser um bom ano para iniciar projetos e fazer história. Acredite e faça acontecer!

  1. The Beatles – Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (1967)

Classificado como o primeiro na lista dos 500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos pela revista Rolling Stone, o oitavo álbum dos Beatles dispensa maiores apresentações.

1. The Beatles Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band (1967)

Experiências alucinógenas, amadurecimento musical, equipamentos de última geração e muitas referenciais culturais culminaram na obra mais emblemática da banda mais influente do rock. O quarteto de Liverpool deu lugar ao Alter ego Sargento Pimenta e a Banda do Clube dos Corações Solitários para produzir o seu maior espetáculo, um verdadeiro “divisor de águas” na história da música. Apesar de ser uma composição que deve ser apreciada por completo, o Sgt. Pepper possui algumas faixas icônicas que podem ser destacadas individualmente como “A Day in the Life”, “Being for the Benefit of Mr. Kite!” e a transcendental “Lucy in the Sky with Diamonds”. Se você ainda não ouviu, não perca tempo: o revolucionário álbum dos Beatles é uma bagagem que qualquer amante da música deve carregar.

OUÇA AGORA!

  1. Pink Floyd – The Piper at the Gates of Dawn (1967)

Com centenas de milhões de álbuns vendidos em todo mundo, é inegável que Pink Floyd é uma das bandas mais influentes de todos os tempos. Sua jornada de sucesso começa aqui, com The Piper at the Gates of Dawn, sob a liderança de uma das mentes mais criativas da música: Syd Barrett.

2. Pink Floyd – The Piper at the Gates of Dawn (1967)

É uma viagem sem perrengues, mas que deixa um frio na barriga. O primeiro disco do Pink Floyd anuncia o que o mundo veria décadas depois: uma banda sinestésica capaz de provocar emoções das mais variadas em seus fãs. Único com participação integral de Barrett, o álbum carrega uma atmosfera ímpar, algo como ficção científica misturada a terror e fantasia, um ambiente que não se repetiria nunca mais na história da banda. A magia começa com a espacial “Astronomy Domine”, passa pela instrumental “Interstellar Overdrive” e termina com a animada “Bike”. The Piper at the Gates of Dawn é um convite a uma viagem psicodélica que rodder nenhum pode recusar. Experimente!

OUÇA AGORA!

  1. The Jimi Hendrix Experience – Are You Experienced (1967)

“Foxy Lady”, “Red House”, “Purple Haze”, “Hey Joe”… Are You Experienced é uma pedrada!

3. The Jimi Hendrix Experience Are You Experienced (1967)

Jimi Hendrix começa com o pé direito, talvez a melhor estreia na história do mundo da música. O primeiro álbum do ícone é enérgico e explosivo, parece extrapolar todos os limites do rock com muita distorção, psicodelia e o combustível de todos os guitarristas: feeling. De Seattle para o mundo, Hendrix conquistou a posição de número um na lista Os 100 Maiores Guitarristas de Todos os Tempos, pela revista Rolling Stone, graças às suas grandes composições, habilidades e, principalmente, sua atitude. Apresentações memoráveis como o show em Londres em que Jimi põe fogo em sua guitarra, e sua participação no Festival de Woodstock, ajudaram a formar a referência máxima do rock em que o guitarrista se tornou. Precisando de um pouco de atitude? Are You Experienced é o remédio perfeito. Ouça no talo!

OUÇA AGORA!

  1. The Doors – The Doors (1967)

É inconfundível. A voz de Jim Morrison e o teclado de Ray Manzarek fizeram do The Doors uma banda única, daquelas que basta ouvir uma vez para nunca mais esquecer.

4. The Doors The Doors (1967)

The Doors é um disco daqueles que carregam mais do que boas músicas. É uma obra que mistura uma atitude rebelde e sexy à sensação de que tudo é possível e o céu é o limite. Começa com “Break on Through (To the Other Side)”, musica que mistura o ritmo da bossa nova ao peso do rock, e termina com a épica “The End”, composição existencialista que aborda a vida e a morte. No meio do caminho, a versão de “Alabama Song (Whisky Bar)” e o maior clássico da banda: “Light My Fire”. Ouvindo hoje, não é difícil entender porque o The Doors mexeu tanto com o mundo na década de 1960. Uma sensação confusa e excitante de que o certo é o errado e o errado é o certo, uma provocação a qual até o mais sábio dos Homens pode sucumbir. Tente!

OUÇA AGORA!

  1. Cream – Disraeli Gears (1967)

É o álbum menos badalado da lista, mas não se engane! Disraeli Gears é o “crème de la crème”.

5. Cream Disraeli Gears (1967)

Eric Clapton, Jack Bruce e Ginger Baker juntaram-se para formar aquele que para muitos é o maior Power Trio da história do rock. O supergrupo somou às suas referências do blues, jazz e country a força psicodélica dos anos 1960 para entregar ao mundo grandes composições. Disraeli Gears, segundo álbum lançado pela banda, revela algumas dessas obras. Entre o blues “Strange Brew” e a introspectiva “World of Pain”, está a faixa que talvez melhor represente a força do Cream: “Sunshine of Your Love”. Dona de um poderoso riff, que é uma das maiores memórias do rock, essa música é um estouro e foi interpretada por grandes nomes como Jimi Hendrix, Frank Zappa e Ozzy Osbourne. O peso do rock está aqui, tocado por três homens habilidosos que já foram chamados até de deuses. Eis o seu milagre.

OUÇA AGORA!

VEJA TAMBÉM: Rock’n’Hots: 5 discos essenciais de Chuck Berry.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA