Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Ford 1937 feito pela Hot Custons para paulistano foi pensado para rodar sempre que o proprietário quiser, seja na rua, na estrada ou até no trânsito caótico de São Paulo

Texto: Flávio Faria         Fotos: Ricardo Kruppa

Mais importante do que ter um hot rod é poder andar com ele. Ainda que você não o tire da garagem todos os dias, mesmo que seja só nos fins-de-semana, quando ele for exigido, tem de atender com disposição e segurança. Este é o maior desafio de quem realiza este tipo de projeto, fazer um clássico nostálgico que, ao mesmo tempo, seja versátil e encare o asfalto sem medo.

Reconhecido por todos no mercado de hots, o restaurador Norberto Jensen consegue realizar este feito, trazendo projetos que, além de muito belos, são muito bem montados e pensados para rodarem com segurança em qualquer tipo de situação. O Ford Coupé Five Windows 1937 desta reportagem é um bom exemplo disso. Quando foi adquirido pelo paulistano Paul Rodrigues, o carro já era um hot, mas bastante diferente do que é hoje. “Foi amor à primeira vista. A minha primeira providência foi mandar para o Norberto, para desmontarmos e refazermos pintura e acerto da mecânica”, conta o proprietário. Segundo ele, definir a cor foi o maior desafio do projeto. A grade original foi substituída por uma feita em inox, artesanalmente. Os demais acessórios externos, como farol, maçanetas e retrovisores, foram importados dos EUA.

Segundo Norberto, a parte estrutural do Ford não precisou de muitas modificações. “O quadro do chassi original é bastante forte, por isso precisamos apenas reforços nos pontos onde seria ancorado o novo motor”, conta.

As rodas são da Billet Specialties, aro 17” na dianteira e 18” na traseira, calçadas com pneus Toyo Proxes, nas medidas 215/50 na dianteira e 255/50 na traseira. Este conjunto confere ao coupé um ar ainda mais esportivo.

Por dentro, o visual segue o mesmo apelo do exterior, clássico e confortável. Bancos e forrações internas são de couro. O volante é do tipo Banjo e a coluna de direção é escamoteável, da Billet, mesma marca das pedaleiras. A direção conta, ainda, com assistência hidráulica. Os instrumentos são novos, da Cronomac.

Custo x benefício

Por baixo do capô do Fordinho está um belo e mundialmente famoso propulsor de 8 cilindros e 302 polegadas cúbicas produzido pela Ford. Segundo Norberto, este já era o motor do carro quando chegou às mãos do proprietário, que decidiu mantê-lo. “É uma mecânica de fácil manutenção e com uma boa oferta de peças no mercado”, explica Norberto.

Com 5.0 L de cilindrada, originalmente este motor rende cerca de 200cv, o que dá um bom fôlego ao Coupé. Paul ainda decidiu investir em uma “pimenta” básica, realizando um upgrade na parte de alimentação. O carburador original deu lugar a um modelo Holley de quatro câmaras e 650 cfm de vazão. Comandos mais bravos, com tuchos hidráulicos, foram adicionados, para ajustarem o trabalho das válvulas para a maior quantidade de ar e combustível admitida e expelida. Por consequência, a admissão também precisou ser melhorada e, para isso, decidiu-se pela adoção de um coletor de admissão da americana Edelbrock. Para ajudar a criar faíscas melhores, e ainda contribuir na parte estética, Norberto instalou cabos de vela da Ford Racing, de 8.8mm. Esta receita básica rendeu um aumento de potência na ordem de 40%, isto é, hoje o Ford roda com cerca de 280cv. Fraco, né?

Para transmitir essa força para as rodas, o sistema de transmissão conta com um câmbio mecânico de cinco velocidades. Os freios que seguram essa cavalaria são a disco, nas quatro rodas.

Como potência não é nada sem controle, a suspensão é toda independente, com bandejas, que contribui para deixar o carro no trilho.

Segundo Paul, o conjunto atendeu perfeitamente às suas necessidades. “Eu queria um carro que pudesse ser utilizado tanto para rodar no dia-a-dia quanto para fazer viagens mais longas. Procurei deixar o visual mais clean, mas sem deixar de lado o aspecto original e a segurança, por isso decidi pelos freios a disco e a direção hidráulica”, conta orgulhoso do resultado.

Quem fez:

Hot & Custons

Tel: (11) 2043-4152

e-mail: suporte@hot-custons.com.br

 

Ficha Técnica – Ford 1937

Parte externa

Reforço no chassi

Funilaria e pintura

Grade dianteira em inox

Acessórios externos importados

Rodas Billet Specialties, 17” na dianteira e 18” na traseira

Pneus ToyoProxes, nas medidas 215/50 na dianteira e 255/50 na traseira

 

Parte interna

Bancos e forração em couro

Volante Banjo

Coluna escamoteável da Billet

Direção hidráulica

Pedaleiras Billet

Instrumentos Cronomac

 

Mecânica

Motor Ford 302 V8

Carburador Holley quadrijet de 650 cfm

Comandos de válvulas esportivos

Tuchos hidráulicos

Coletor de admissão Edelbrock

Cabos de vela Ford Racing de 8.8mm

Câmbio mecânico de cinco velocidades

Suspensão independente nas quatro rodas

Freios a disco nas quatro rodas

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA