Rock’n’Hots: 5 álbuns para curtir pós-Rock in Rio

85
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Hot Rods lista 5 álbuns para curtir pós-Rock in Rio. Afinal, a música não pode parar

Por: Luca Peghim

O rock nunca morre

O Rock in Rio completa mais uma edição com sucesso. O evento mantém sua virtude de adaptação ao tempo e mostra porque é considerado por muitos como o maior festival de música do mundo. Sua versão 2017 apresentou grande diversidade, com artistas de todos os tipos, muitas opções musicais e entretenimento de sobra. Um esforço para retratar bem o que são os dias de hoje. Para os amantes do rock o festival já foi mais atraente, é verdade. Mesmo assim os espectadores puderam ver o The Who em sua primeira passagem pelo Brasil e também outros representantes do gênero que marcaram gerações e merecem respeito.

Agora que acabou, é hora de aproveitar aquela sensação singular de “quero mais” para aumentar os laços com a música. Para isso, listei cinco álbuns para curtir pós-Rock in Rio e exercitar o olhar para algumas das atrações que pintaram nos palcos.

  1. Alice Cooper – Pretties for You (1969)
1. Alice Cooper - Pretties for You (1969)
1. Alice Cooper – Pretties for You (1969)

É ele mesmo? Não exatamente. Até 1975, Alice Cooper era uma banda e não um músico solo. Depois de altos e baixos, o grupo se desfez e o vocalista Vincent assumiu o nome fictício iniciando sua carreira de sucesso com outra pegada musical. Ouvir o psicodélico Pretties for You pode gerar a seguinte pergunta: Alice Cooper banda ou carreira solo?

OUÇA AGORA!

  1. John Entwistle – Smash Your Head Against the Wall (1971)
2. John Entwistle - Smash Your Head Against the Wall (1971)
2. John Entwistle – Smash Your Head Against the Wall (1971)

Falando em carreira solo, o talentoso baixista do The Who, considerado por muitos o melhor do rock, era também ótimo cantor, compositor e muito habilidoso com outros instrumentos. Todas essas qualidades também podem ser apreciadas em seu primeiro álbum solitário: Smash Your Head Against the Wall. Uma obra poderosa que faz jus às suas performances no The Who.

OUÇA AGORA!

  1. Secos e Molhados – Secos e Molhados (1973)
3. Secos e Molhados -Secos e Molhados (1973)
3. Secos e Molhados -Secos e Molhados (1973)

Ney Matogrosso sempre será um dos maiores representantes da música brasileira. Como vocalista, ele participou de uma das bandas brasileiras de rock mais influentes da história. Secos e Molhados é uma joia preciosa que vale a pena ser lembrada em qualquer momento, um clássico que nunca é demais e que representa muito bem nossa miscigenação cultural.

OUÇA AGORA!

  1. Tears for Fears – The Hurting (1983)
4. Tears for Fears - The Hurting (1983)
4. Tears for Fears – The Hurting (1983)

Tears for Fears é mais conhecido mundialmente por suas grandes composições pop. Apesar disso, seu primeiro álbum, The Hurting, revela o lado musical mais sombrio do grupo. O som típico que dominou os anos oitenta hoje é pouco representado no cenário e, por isso, ter os ingleses tocando aqui se torna cada vez mais especial.

OUÇA AGORA!

  1. Boogarins – As Plantas que Curam (2013)
5. Boogarins - As Plantas que Curam (2013)
5. Boogarins – As Plantas que Curam (2013)

E a nova geração do rock brasileiro, como vem? Muito bem representada pelo Boogarins. A banda possui um som único, com elementos do progressivo e psicodélico dos anos 60, mas que também conta com a modernidade do indie. Oriundos de Goiânia, berço do sertanejo, o grupo contraria a regra e prova que o rock não morre nunca.

OUÇA AGORA!

VEJA TAMBÉM: Rock’n’Hots: 5 álbuns para escutar fazendo sexo.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA