Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Dodge Challenger 1970 desafia o tempo e retorna em grande estilo com customização Mopar

Texto: Vitor Giglio
Fotos: Ricardo Kruppa

The Challenger!

O Challenger, da Dodge, é um dos modelos que podem facilmente ser incluídos na lista dos que fazem mais sucesso atualmente do que fizeram na época em que foram lançados.

Não que o esportivo tenha sido um fracasso nas décadas de 1960 e 70, mas a forte concorrência e a existência de “primos” mais potentes à época fizeram com que, não apenas o Challenger, mas os pony cars em geral, reinassem por muito pouco tempo na preferência dos consumidores.

O modelo que ilustra esta reportagem, um R/T SE 1970, é um remanescente dessa classe. Este exemplar – exibido no estande da Mopar em um evento de hot rods nos Estados Unidos – foi revitalizado com componentes da divisão de performance da Chrysler, dona da marca Dodge.

Dodge Challenger R/T SE 1970

Ao mesmo tempo em que recebeu novo fôlego, o modelo teve sua originalidade preservada ao máximo, para que as linhas e características originais pudessem continuar contando a história do automobilismo norte-americano, entre o final dos anos 50 e meados da década de 80 (época em que o Challenger foi produzido, antes do retorno, em 2008).

Novo gás

Um propulsor Magnum 383 é quem impulsiona o pony da Dodge. Transmissão automática, nova suspensão dianteira, amortecedores e kit de freio, todos Mopar, acompanham. Coletor de escapamento Hedman com abafadores Corsa são itens do novo sistema de exaustão.

Dodge Challenger R/T SE 1970

O calçamento é tarefa de pneus radiais BF Goodrich, que envolvem rodas American TorqThrust.

No interior, o trabalho desenvolvido pela Legendary Interiors inclui novos assentos, todos revestidos em couro e tapeçaria.

Por fora, a coloração original, “Go-Mango Orange”, foi reaplicada. Todos os acessórios cromados originais foram substituídos por novos.

O resultado deste trabalho rendeu a Jerry Stallard, dono da máquina, o prêmio de melhor customização Mopar do meio-oeste, durante a realização do SEMA-Show, nos Estados Unidos, em Las Vegas.

Dodge Challenger R/T SE 1970

Curiosidade

Entre 1969 e 1974, a primeira geração do Challenger foi desenvolvida sobre a plataforma E da Chrysler, e muitos de seus componentes foram compartilhados com o modelo Plymouth Barracuda.

O modelo de 1970 é uma das respostas que a montadora encontrou para competir no mercado daquela época, que era o dos pony cars, até então liderado pelo Ford Mustang, lançado em 1964. Este exemplar de 1970 foi o último da linhagem a fazer sucesso na época, com 76.935 exemplares comercializados.

Entretanto, a partir daí, o segmento de pony’s declinou drasticamente, e tanto usuários quanto a imprensa especializada jogaram passaram a renegar o estilo. Nos anos seguintes, como resultado, as vendas caíram vertiginosamente, até meados de 74, quando a linha foi descontinuada. Ao todo, a primeira geração do Challenger colocou nas ruas cerca de 165 mil exemplares.

O Challenger voltaria à tona apenas em 1978, com o início do desenvolvimento de sua segunda geração de modelos. O primeiro modelo desta safra foi o conceito que viria dar origem ao modelo Mitsubishi Galant Lambda.

Ficha técnica

Dodge Challenger 1970

Mecânica

Motor Magnum 383

Transmissão automática

Suspensão, amortecedores e freios Mopar

Coletor Hedman

Abafador Corsa

Rodas American TorqThrust

Pneus BF Goodrich

Interior

Assentos e tapeçaria Legendary Interiors

Externo

Coloração Go-Mango Orange

Acessórios cromados

*Matéria publicada na edição #137 da revista Hot Rods.

VEJA TAMBÉM: Dodge Challenger SRT Hellcat mexeu com entusiastas no Salão Do Automóvel.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA