Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Oldsmobile Sedan Ninety Eight 1954 de Brasília, mas feito em São Paulo, traz visual rat e mecânica clássica dos anos 50

Texto: Flávio Faria
Fotos: Ricardo Kruppa

Oldsmobile Sedan Ninety Eight 1954

Poucas marcas traduzem o amor dos norte-americanos pelos carros quanto a Oldsmobile. Símbolos do pós-guerra americano, os carros da marca ainda são parte do retrato da década de 50, quando as barcas eram luxuosas e ainda não havia a preocupação com o alto consumo de combustível, que viria na década de 70, e muito menos com emissões de gás carbônico, algo ainda mais recente.

Ou seja, carro grande devia ter motor V8 e ponto final. E os da Olds estavam entre os melhores. Os modelos de 1954 marcaram uma reestilização completa do line-up da Oldsmobile. Eles eram maiores, mais luxuosos e traziam tudo que se esperava de um sedã luxuoso da época. O visual era marcado por uma grade proeminente na dianteira, capô com saliências marcantes e frisos na lateral que separavam as tonalidades da carroceria, sempre pintada no esquema “saia e blusa”, uma marca registrada dos carros da época, a exemplo dos modelos Bel Air.

Adquirido pelo empresário Tobias Jacob e seu filho Kairon da Silva Santos, estudante, do Distrito Federal, este Olds 1954, modelo Sedan Ninety Eight, foi restaurado pela Garage Old School, oficina de São Paulo, seguindo o estilo rat, que denomina os hots que a princípio parecem ter saído do ferro-velho diretamente para as ruas. Controverso, o estilo ganha cada vez mais adeptos. E não é porque o visual pode sugerir descuido que a motorização e a estrutura deixarão de oferecer confiabilidade ou segurança. Trata-se apenas de estética. Para os amantes do estilo rato, ferrugem é história e deve ser preservada!

 

Ratão

O visual externo está praticamente como concebido pela fábrica e ainda guarda as marcas do tempo. Segundo Tobias, o carro não estava em mau estado. “Estava com lataria desgastada pelo tempo, mas boa, com quase nada de ferrugem, pintura preta fosca e interior praticamente original: painel, volante, câmbio, relógio e bancos. Faltava um detalhe ou outro, mas no geral estava bem inteiro. Só o motor que estava parado”, conta.

Adequado para este tipo de modelo, o visual rat, de desgastado, tem apenas a cara e foi escolhido pelos proprietários por ser uma expressão marcante da cultura.Todos os detalhes foram pensados para tornar o carro confortável e seguro. Frisos, grades e para-choques permanecem originais, ainda com a ferrugem que os acompanha. As rodas são de Cadillac e contribuem para o visual oldschool. Por dentro, o modelo também incorpora o estilo rato. Os bancos são originais, inteiriços, forrados de couro. Volante e instrumentação são originais do modelo, os últimos só foram retrabalhados para funcionarem com eficiência na nova mecânica.

Rocket in

Por baixo do capô deste Olds 1954 bate um coração um pouco mais novo do que a carroceria. Herdado de um modelo um ano mais novo, este V8 324” Rocket é considerado o primeiro modelo de oito cilindros com válvulas no cabeçote produzido em larga escala, um grande avanço para a época. Com cerca de 200cv de potência originais, dá conta tranquilamente de carregar o peso do grande sedã.

Não foi adicionada nenhuma pimenta mais forte ao motor, apenas um comando de válvulas esportivo e um carburador da marca americana Edelbrock, com 600cfm de vazão. O câmbio é automático, de três marchas, com uma relação que privilegia o conforto para rodar macio. A parte elétrica foi totalmente refeita e os freios ainda são originais, a tambor. A suspensão é original do modelo, bastante macia, e enfrenta com bravura o asfalto castigado do Brasil sem comprometer o conforto do proprietário.

VEJA TAMBÉM: Cultura: Vida Lowrider.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA