Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

­­Fique por dentro das expressões mais utilizadas entre os rodders e não “pague mico” em conversas e nas redes sociais

Texto: Aurélio Backo
Fotos: Divulgação

Vocabulário Hot Rodding

Nunca as pessoas escreveram tanto como nos dias do hoje! Não com lápis ou caneta, mas digitando em teclados digitais de celulares e computadores. E aqui, mais uma vez, listamos termos que se relacionam ao mundo do hot rodding que vão facilitar aquelas conversas animadas ao redor dos carros antigos, ou as intervenções nas redes sociais.

Hot Rod

Hot Rod: Em sentido mais amplo, hot rod seria um veículo que teria três tipos de modificações com o objetivo de ser mais veloz: aumento de potência, melhora da aerodinâmica e diminuição do peso. A palavra teria origem nos modelos Roadster da década de vinte, que eram alterados para rodar em alta velocidade. Esses “Hot (quente) Roadsters” passaram a ser chamados, com o tempo, apenas de hot rods, e depois esta expressão passou a ser usada para qualquer modelo de carro com motor “hot” (na imagem Ford 1934).

Street Rod: No começo da década de setenta, este termo passou a designar um hot rod montado a partir de um carro até 1948, mas que buscava ser um carro confortável, confiável e pronto para rodar muitas milhas até os encontros organizados para esse tipo de carro (“street” significa rua).

Custom

Custom: Enquanto um hot rod busca ser um carro veloz, um custom busca ser um carro bonito, elegante, inovador (a palavra “custom” significa freguês, ou seja, seria um carro “ao gosto do freguês”). Classicamente, esses são montados a partir de carros da década de quarenta e cinquenta e tem no Mercury de 1949 até 1951 o seu maior clássico (na imagem Ford 1940).

Pontiac Brochure – Muscle Car

Muscle Car: Significa “carro musculoso”, pois era equipado de fábrica com motor muito potente. O Pontiac Tempest GTO de 1964 é considerado o primeiro muscle car (na imagem Pontiac GTO 1967).

Highboy/Hiboy

Highboy/Hiboy: Este termo significaria, ao pé da letra, “menino alto”. Designa um carro das décadas de vinte e trinta transformado em hot rod, com os para-lamas retirados para diminuir o peso (e a resistência do ar) e a carcaça fica sobre o chassi (o chassi sempre fica à mostra na lateral do carro). O exemplo clássico de um hiboy é uma carcaça de Ford Roadster dos anos 1928, 29 ou 32 montado sobre o chassi do Ford 32. Este tipo de montagem é considerado o mais puro e legítimo dos hot rods (na imagem Ford 1932).

Lowboy

Lowboy: Este termo significaria, ao pé da letra, “menino baixo”. Designa um carro das décadas de vinte e trinta transformado em hot rod, em que os para-lamas são retirados para diminuir o peso (e a resistência do ar) e a carcaça fica “afundada” sobre o chassi. Nessa construção o assoalho é elevado e o chassi fica escondido, propiciando um hot rod ainda mais baixo e aerodinâmico (na imagem Ford 1930).

High Tech/Hi Tech Rod

High Tech/Hi Tech Rod: Expressão que classificaria um hot rod construído com tecnologia de última geração. Acabamento impecável e muito uso de partes feitas em alumínio seriam outras características dessa linha de carros (na imagem Ford 1937).

Rat Rod

Rat Rod: Atualmente muito em voga, este estilo se caracteriza basicamente por dois detalhes: pintura não brilhante e uso de partes antigas (mesmo que reproduções, mas nunca um pneu de perfil baixo, por exemplo). A ideia básica seria montar um hot que poderia ter rodado nas décadas de 40 ou 50, mas que o dono não teria condições de pintá-lo ou a sua intenção era apenas ter um carro veloz. A palavra “rat” significa “rato”, e aqui significaria algo como um carro “nojento”…(na imagem Ford 1929).

Nostalgia Rod

Nostalgia Rod: Um hot montado para parecer como um carro de décadas passadas, mas com acabamento de boa qualidade e não inacabado como um “rat rod” (na imagem Ford 1930).

Resto Rod

Resto Rod: Significa um carro com a aparência toda original, desde frisos e emblemas, mas com mecânica atualizada e rodas esportivas. A palavra “resto” seria uma abreviação de “restaurado” (na imagem Ford 1939)

T-Bucket

T-Bucket: Um hot rod montado a partir da metade dianteira da carcaça de um Ford Modelo T de 1920 ate 1925, eixo rígido muito à frente do chassi, motor V8 exposto, coluna de direção quase na vertical, rodas sem para-lamas e na parte traseira pode ter uma caçamba bem curta ou um tanque de combustível exposto.

Lowrider

Lowrider: O termo ao pé da letra significaria “cavaleiro baixo”, ou seja, o termo se referia ao motorista de um carro muito rebaixado, mas com o tempo o termo passou a ser aplicado ao carro. Um lowrider padrão seria um Chevrolet Impala, Caprice ou Monte Carlo, com pintura e interior impecáveis, rodas raiadas e suspensão ativa que possibilita alterar a altura do carro. O lowrider tem uma característica única: origem e ligação com a comunidade de origem mexicana da Califórnia.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA